4 motivos para aprender inglês sozinho ouvindo

Sabe quando você ouve aquela música e algum tempo depois está cantando ela, com base no que ouviu, sem mesmo saber o que aquilo significa? Essa é uma ótima forma que se tem de aprender inglês sozinho nos dias atuais.

E existem bons motivos para você apostar nisso da próxima vez que for assistir à sua série preferida no Netflix ou for ao cinema ver o seu filme dos Vingadores. Aliás, o som também está presente nas músicas, como falamos acima, então, quanto mais estrangeiras ouvir, melhor.

Os meios audiovisuais, assim como aqueles apenas auditivos, são bem bacanas para se aprender inglês. Tanto é que são usados em praticamente todas as escolas de idiomas, assim como em cursos online e deve estar presente na vida de todo mundo que estuda por conta própria.

Ah, e sobre os áudios não ache que estamos falando apenas de músicas, há também os podscasts e as gravações, que são excelentes maneiras de ouvir o inglês para entender a língua e começar a falar o inglês de forma mais correta.

Sobre aprender inglês sozinho

Hoje em dia, após vários casos de sucesso que temos visto, fica claro que é possível aprender inglês sozinho, desde que a pessoa saiba como fazer isso e busque nas melhores fontes o seu aprendizado.

O que vamos falar hoje é sobre aprender inglês ouvindo, que é o famoso listening. Então, por que isso pode ser uma boa alternativa para você?

Justamente porque é uma parte prática do estudo. Assim como se aprende a dirigir dirigindo também se aprender a falar inglês ouvindo como se fala.

Se de um lado temos a parte teórica, que mostra todas as regras do idioma, de outro temos a prática, que é justamente o falar, ouvir, escrever… Ações!

Bom, resumidamente, aprender o inglês na prática é muito bom porque agiliza todo processo de aprendizagem e isso permite que a pessoa consiga aprender sozinho o inglês.

Agora, por que ouvir pode ser uma boa ideia? Selecionamos os 4 principais motivos!

1 – O Idioma Falado

O idioma falado é aquilo que os professores de inglês costumam falar em salas de aulas ou em cursos online de inglês. Então, o que é o idioma falado? É exatamente como se fala o inglês, dito, especialmente, por americanos.

Porque sim, há diferenças entre um brasileiro que fala inglês e um americano, que fala a sua língua nativa. Entende?

E a melhor maneira de aprender inglês, no idioma falado, é justamente ouvindo áudios de pessoas de lá. Quanto mais o aluno ouvir o idioma, mais ele vai aprender, inclusive, com sotaques.

2 – A Pronúncia

Esse tópico é um complemento do que foi dito acima. A pronúncia é a base do idioma falado. Tem a ver, exatamente, com como se diz alguma coisa em inglês.

Somente ao ouvir várias vezes as expressões é que a gente consegue captar como se diz uma palavra ou outra. Os áudios em inglês, especialmente aqueles que vem de filmes, séries e músicas, são ótima fonte para aprender a pronunciar.

É muito comum que a gente aprender a falar alguma coisa em inglês sem mesmo saber o significado dela. Isso é a pronúncia, sabe? Então, saber pronunciar corretamente vale muito a pena em casos como os de entrevistas de emprego para trabalhar no exterior, por exemplo.

3 – A Gramática

Sim, parece estranho, mas não é. Ao ouvir o idioma inglês, você acaba entendendo e aceitando a linguagem, que é totalmente diferente da nossa, especialmente na gramática.

Há palavras que vem antes do verbo, há palavras que são escritas diferente conforme o uso, há palavras de todo tipo e frases também.

Um dos maiores problemas no Brasil é que a gente acaba “brigando” com o inglês justamente por não “aceitar” que as coisas sejam como são, diferente da linguagem daqui.

Quando se ouve muito constantemente em inglês, a pessoa acaba tendo mais facilidade para interpretar textos e conversas, se abrindo para um novo caminho, sem ficar se questionando sobre o por quê ou o por que da quilo.

No começo, quando se está aprendendo inglês sozinho, é muito comum que a gente se pergunta: “mas, por que é assim” ou “isso não faz sentido”. Com os áudios, as perguntas ficam de lado para dar lugar à prática, ao falar o inglês.

4 – As palavras

Por fim, vale falar sobre o motivo que os estudantes ganham com os áudios: sobre as palavras. Essa é uma das formas mais incríveis que se tem para aprender vocabulários novos e o tempo todo.

Ao estudar um novo áudio, a pessoa pode lidar com uma palavra nova e isso agrega valor ao seu conhecimento. Mesmo porque as palavras podem se alterar dentro um novo significado.

Está mais do que comprovado que todo mundo aprender mais fácil quando uma palavra está inserida dentro de um contexto do que quando está isolada.

E essa dica vale muito a pena para quem quer aprender inglês sozinho.

Aqui ainda vale outra observação: com áudios, dá para notar como as palavras desse idioma se comportam nas frases, mesmo porque isso é diferente do que temos na nossa língua, a portuguesa.

Exemplo

Para você entender esse último ponto até trouxemos um exemplo, que é muito usual para quem está estudando a língua inglesa e está na fase de iniciante.

Ao tentar levar a frase “o Alfred está com a minha bicicleta” para o inglês é comum que a gente pense em algo como “Alfred is with my bike”. Porém, esse é um erro.

O correto seria algo como: “Alfred has my bike”. O que é bem diferente. E o áudio possibilita isso para os estudantes que querem aprender o inglês rapidamente e sem ficar dependente das escolas de idiomas.

Deixar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>