Segredo Revelado: dica para aprender o verbo “to be” e nunca mais esquecer

O verbo “to be” é uma das partes fundamentais da língua inglesa e é essencial que você busque aprendê-lo o quanto antes, pois ele facilita bastante o aprendizado de outras matérias no idioma.

No artigo de hoje, nós trouxemos uma série de dicas que vão te ajudar enormemente nessa tarefa e te fazer aprender o verbo “to be” de verdade e todas as suas nuances. Acompanhe.

Conheça de verdade o que é o verbo “to be”

Apesar de a maioria de nós passar boa parte da vida estudando o verbo “to be”, poucos realmente conhecem o que ele é.

O que é um sério problema, já que o conhecimento sobre ele é o que vai te permitir aprender de verdade todas as suas formas, variações e conjugações.

Primeiramente, é preciso entender que o verbo “to be” é o equivalente aos verbos “ser” e “estar” do português e usamos ele em praticamente todas as situações em que usaríamos esses verbos por aqui.

Se quero falar que estou feliz, por exemplo, posso dizer “I am happy”.

Se quero dizer que sou homem, posso falar “I am a man”.

Nessas duas frases o verbo “to be” adquire a forma de am”, possuindo tanto o sentido de “ser” quanto de “estar”. E o mesmo vale para os outros pronomes, como nos exemplos:

  • She is a girl / Ela é uma garota – com o sentido de ser;
  • She is at home / Ela está em casa – com o sentido de estar;
  • We are brazilians / Nós somos brasileiros – com o sentido de ser;
  • We are playing / Nós estamos brincando – com o sentido de estar;
  • They are women / Elas são mulheres – sentido de ser;
  • They are singing / Eles estão cantando – sentido de estar;

Percebe como ele adquire tanto o sentido de “ser” quanto de “estar” a depender do contexto? É isso que o verbo “to be” é em sua essência!

Mas você pode estar se perguntando, quando eu devo usar “am”, “are” ou “is”? Isso é o que você aprende a seguir. Continue acompanhando!

Ah, e leia também: Os 5 falsos cognatos mais incríveis que você vai ver hoje!

Entenda como o verbo “to be” muda de acordo com o pronome

Assim como os nossos verbos “ser” e “estar” mudam de acordo com o pronome, como nas frases “eu sou feliz” e “ela é feliz”, o mesmo acontece com o verbo “to be”, que vai adquirir formas diferentes a depender do pronome ao qual está associado.

De forma mais básica, podemos dizer que ele vai adquirir a forma de “am” para 1° pessoa do singular. No caso, eu, em inglês, I, sempre com o sentido de ser ou estar, como nos exemplos:

  • I am a boy / Eu sou um garoto;
  • I am playing / Eu estou jogando;

Para a 3° pessoa do singular(She, He e It / ele e ela ou isto), o verbo “to be” vai ganhar a forma de “is”, por exemplo:

  • She is playing piano / Ela está tocando piano;
  • He is a good guy / Ele é um cara legal;
  • It is a spoon / Isto é uma colher.

A última forma do verbo “to be” para o tempo presente é “Are” e é usada para a 2° pessoa do singular e para todos os outros pronomes no plural(You, We, They). Veja nos exemplos:

  • You are a good person / Você é uma boa pessoa;
  • You are doctors / Vocês são médicos;
  • We are speaking / Nós estamos falando;
  • They are the winners / Eles são os vencedores.

Entender como o verbo muda de acordo com o pronome, como vimos agora, é uma das principais dificuldades no aprendizado do verbo “to be”. Mas uma vez aprendido, você dificilmente vai esquecer.

Porém, isso não é tudo, pois nós aprendemos apenas as formas do verbo “to be” para o tempo presente e ele possui outras, como veremos a seguir.

Entenda as conjugações do verbo “to be”

No tempo presente, o verbo “to be” é conjugado como “am”, “is” e “are, como acabamos de ver, mas ele possui outras formas no passado simples e você precisa aprender a conjugá-las para dominar esse verbo e evoluir o seu inglês. Então, vamos a prática:

No tempo passado simples(Simple past), o verbo “to be” vai ter apenas mais duas formas: “was” e “were”. A primeira deve ser usada para os pronomes na 1° e 3° pessoa do singular(I, He, She e It). Entenda melhor nos exemplos:

  • I was at my mother’s house / Eu estava na casa da minha mãe;
  • When she was a little girl / Quando ela era uma garotinha;
  • He was here / Ele estava aqui;
  • It was a spider / Aquilo era uma aranha.

“were” deve ser usado para todos os outros pronomes(You, They e We), por exemplo:

  • You were a teacher / Você era uma professora;
  • You were there / Vocês estavam lá;
  • They were playing soccer / Eles estavam jogando futebol;
  • We were doing nothing / Nós não estávamos fazendo nada.

Além do presente(present) e passado simples(simple past), há diversos outros tempos nos quais o verbo “to be” muda sua forma, como presente perfeito(Present perfect), presente contínuo(Present continuous), passado perfeito(past perfect) e outros.

Porém, estes são mais complexos e o recomendado é que você aprenda o básico primeiro para só depois partir para o mais avançado. 

O segredo é: não tente decorar e pratique

Quando você conhece o que é o verbo “to be” e sabe como conjugá-lo, fica muito mais simples aprender todo o resto, como sua forma interrogativa, negativa e conjugação em outros tempos verbais.

É assim que você vai aprender o verbo “to be” e vai aprender a usá-lo também.

Porém, na hora dos estudos, não cometa o erro da maioria dos alunos de inglês e que é até ensinado nas escolas, que é tentar decorar.

O recomendado é que você estude e, ao invés de decorar, comece a praticar o que vai aprendendo.

Isso pode ser feito simplesmente escrevendo frases de exemplos das formas verbais, lendo textos simples que explorem o verbo “to be”, escutando músicas com letras mais simples e vendo vídeos que abordem o assunto.

O ideal mesmo é que, conforme for aprendendo, você comece a inserir a prática nos seus estudos diários e ir praticando sempre que tiver uma oportunidade  A prática leva a perfeição!

Continue Estudando: 4 dicas para memorizar verbos irregulares de inglês

Deixar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>