7 passos para traduzir um texto em inglês e evitar erros básicos!

A tradução de textos em inglês é uma tarefa que muita gente tem que realizar. Alguns fazem isso mesmo sem ter experiência no assunto ou sem ter o conhecimento da língua.

Para essas pessoas e todas as outras, separamos uma espécie de checklist que pode ser usado quando você for traduzir um texto em inglês, lembrando que alguns cuidados são tão essenciais que podem te ajudar a ter uma das melhores traduções que se pode ter.

Por sinal, não importa o tipo de texto que você vai traduzir, alguns cuidados são essenciais até mesmo para você não passar vergonha e errar coisas básicas!

1 – Use a tecnologia

Você já deve ter ouvido falar do Google Tradutor, certo?

É uma ferramenta do Google, das mais baixadas dos últimos anos, que permite a qualquer pessoa traduzir frases, sentenças, palavras e textos de uma língua para outra, assim como do inglês para o português e vice-versa.

Ela é gratuito e funciona online, o que acaba sendo ótimo na maioria dos casos.

Por outro lado, você também tem outros programas que podem ser usados, com o Word Reference, o Linguee e o Thesaurus.

Eles vão agregar valor à sua tradução porque funcionam como sites de pesquisa e permite usar exemplos de tradução e de sinônimos.

2 – Traduza palavras

Mas, evite traduzir o texto todo nesses aplicativos e páginas.

A tecnologia citada acima é muito útil para você que vai traduzir um texto em inglês, no entanto, você deve considerar que ela é uma aliada e não a responsável por traduzir o seu texto inteiro.

Esses tradutores online tem como função dar o significado das palavras, porém, ainda não são capazes de identificar o sentido da frase.

É verdade que o Google e a Microsoft tem investido constantemente nisso, oferecendo opções cada vez melhores, no entanto, ainda não podemos falar em perfeição.

Por isso, o seu texto deve ser traduzido por você ou um profissional, ainda que com a ajuda da tecnologia, ok?

Leia Também – Será que o Google Tradutor traduz certo?

3 – Use sinônimos

Mais uma boa ideia para quem traduz textos é usar sinônimos, figuras de linguagem, expressões e gírias. Claro que isso só se consegue, ao menos com mais facilidade, quando se tem o domínio da língua.

Mas, acaba deixando o texto totalmente original mesmo porque o uso das mesmas palavras durante muitas frases acaba enfraquecendo a tradução.

As figuras de estilo, figuras de linguagem, sinônimos, antônimos e retórica podem ser usados sempre, desde que não altere o sentido do texto original, obviamente.

Lembre-se que um dos diferenciais do tradutor é conseguir deixar o texto tão interessante quanto ele é, mas sem alterar o sentido e sem ser repetitivo.

4 – Cuidado com pegadinhas

O nosso cérebro nos prega pegadinhas o tempo todo.

E quando estamos traduzindo um conteúdo do inglês para o português isso também pode acontecer, o que poderia lhe custar o emprego, por exemplo.

Ao falar de um assunto sobre alimentação saudável, você deve ter cuidado com a palavra “diet”, que é muito usada aqui no Brasil e que no pé da letra significa “dieta”.

Só que em um sentido menos literal, em um texto original, o “diet” também pode ser algo que faz referência à quem não pode consumir alto índice de açúcar, o que teria mais a ver com um “diabético”.

Além disso, tem o “light”, que para nós é algo como um produto com baixa caloria. Mas, no inglês, também pode significar “luz”.

Então, cuidado para o seu cérebro não te enganar.

5 – Opinião pessoal

Também é papel do tradutor tomar o máximo de cuidado possível com as opiniões pessoais impressas na tradução. A tradução é tradução independente do que esteja escrito e não vai depender do que o tradutor acredita ou não.

Isso tem sido um grande questionamento na vida de quem vai traduzir um texto em inglês porque atualmente, na internet, se fala muito em conteúdo de web, onde há equívocos com traduções, mudando a opinião de muitos especialistas e causando reboliços por aí.

O ideal mesmo é pesquisar a referência para ter certeza do que você está traduzindo.

Além disso, faça busca de palavras chaves que tenha a ver com o texto, conheça o público alvo para o qual você vai traduzir, saiba que tipo de linguagem usar… Tudo isso vai te ajudar na hora de traduzir o conteúdo de forma mais eficaz.

6 – Conheça o assunto

Já falamos um pouco disso acima, mas considere que conhecer o assunto é mesmo um diferencial, portanto, saiba que pesquisar vai ser fundamental para ter uma boa tradução.

Outra coisa é que isso vai agregar valor ao seu conteúdo que vai ter colocações melhores para o entendimento do leitor. Evite críticas e sempre torne o seu conteúdo o mais suave possível, ainda que tenha que expressar uma opinião mais firme do autor.

7 – Faça a revisão

Não importa o grau de importância da sua tradução, se é um trabalho de faculdade, um artigo para web, um capítulo de livro ou qualquer outro conteúdo… Você deve fazer uma boa revisão.

E, se for possível, contrate alguém para fazer isso!

Na hora de traduzir textos, a gente pode acabar sendo pego pelas pegadinhas aqui já citadas ou simplesmente pelo fato de conhecer demais ou não conhecer um assunto. Tudo isso influencia na tradução!

A revisão da tradução deve sempre estar no seu checklist!

Deixar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>